SOBERANA
Destaque

Miguel promete gestão transparente e aberta como prefeito de Petrolina, PE

miguelcoelho_kfknbm7

[ad name="728x90"]

O prefeito eleito de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, Miguel Coelho (PSB), concedeu entrevista para a TV Grande Rio, afiliada da Rede Globo, nesta segunda-feira (3). Com 100% das urnas apuradas o candidato teve 38,80% dos votos. Miguel Coelho é deputado estadual e pela primeira vez disputou ao cargo na Prefeitura de Petrolina. (Confira a apuração completa na cidade).

Durante a entrevista Miguel Coelho agradeceu aos eleitores, falou sobre os compromissos de campanha, sobre a composição da Câmara de Vereadores, dos desafios, primeiras medidas e sobre a composição do secretariado e equipe de transição.

Compromisso de campanha
“São compromissos que fiz com Petrolina. Sempre disse que a campanha é a parte mais fácil em tese, porque são 45 dias de euforia, alegria dos militantes e dos simpatizantes. O grande desafio são os quatro próximos anos, que é o que Petrolina espera da gente. E, fizemos um programa de governo não daquilo que as pessoas queriam ouvir, mas o que dava para a gente entregar em quatro anos. Eu acredito que também foi um elemento para conseguirmos a vitória de ontem. Então, quero aqui reafirmar que tudo aquilo que prometemos da AME disgnóstico, de poder fazer o Nova Semente de graça, investir em saneamento, são obras que dá para fazer e que vamos realizar a partir do próximo ano".

Câmara de Vereadores
“O que a gente espera da Câmara de Vereadores não é que sejam amigos do prefeito, mas que sejam amigos de Petrolina. Eu não quero vereador para ficar apenas me agradando. Eu quero vereadores que ajudem Petrolina. Esse é o compromisso. Nós vamos trabalhar para o bem de Petrolina. E tenho certeza que dos 23 vereadores nós vamos ter uma relação muito aberta, muito transparente porque Petrolina precisa crescer".

"Petrolina quer voltar a crescer e quer voltar a fazer uso da boa política. Aquela política do resultado, aquela política que entrega, política que promete e faz. É isso que nós vamos realizar. Não tenho dúvida que a partir do próximo ano, com todos os 23 vamos ter uma relação muito aberta, muito transparente e só quem vai ganhar é Petrolina".

Desafios
“Primeira atitude vai ser abrir a prefeitura. A prefeitura é a casa do povo, é onde as pessoas podem ir, conversar com o prefeito, conversar com o nosso secretariado e com todos aqueles que queiram ajudar a fazer Petrolina voltar a crescer. Hoje, o que é muito latente, a gente percebe isso em todos os bairros, é que a infraestrutura está precária. Então, nós vamos ter uma atenção especial para o saneamento básico, para Petrolina voltar a ser uma das cidades mais saneadas do Nordeste, como já foi no passado".

"Vamos trabalhar também para poder fazer o Nova Semente de graça e ampliar ainda mais as vagas de creche para as nossas crianças. Trabalhar na educação integral. Temos um compromisso e já falei com o governador Paulo Câmara, para trazer a escola técnica estadual. São muitos os desafios, mas o que pregamos na campanha, eu volto a repetir aqui, o que vai nos fazer forte, o que vai fazer o nosso governo dar certo é a união e o amor que nós temos por Petrolina.

Secretariado
Questionado se o prefeito eleito já tinha pensando no secretariado, Miguel disse que ainda era cedo.

“Eu disse ontem na Areia Branca que era um dia de comemoração. O trabalho começa a partir de hoje. Vamos fazer uma equipe de transição. A gente espera dessa atual administração que essa seja uma transição tranquila, transparente, que não tenha perseguição, que não tenha nenhum tipo de represália com o servidor, com os contratados e com os comissionados. Eu repito, Petrolina espera muito, a expectativa é muito grande desse novo governo porque Petrolina está com saudade de crescer. Petrolina precisa voltar a olhar para frente, olhar para o futuro e é isso que nós vamos fazer a partir do próximo ano”.

Eleitores
Eu disse isso na campanha e quero aqui ter a oportunidade de falar para todas as casas de Petrolina. A campanha passa, a campanha acabou, o palanque foi desarmado e hoje o nosso coração é o coração de Petrolina. Hoje a nossa cor não é mais azul, é a cor da bandeira de Petrolina. Eu sempre disse que para fazer a boa política não pode guardar magoas, não pode guardar rancor, Temos que fazer a política propositiva, a política da união. Todos vocês que votaram em outro candidato eu respeito e agradeço a oportunidade de ter disputado com os outros. Vamos fazer a boa política para poder unir Petrolina a partir do próximo ano.

Editor: Nelson Fontes

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.