SOBERANA
Campanha

I Campanha em Atenção à Pessoa com Fibromialgia acontecerá no próximo sábado (13) em Petrolina-PE

Será realizada, neste sábado (13), a I Campanha em Atenção à Pessoa com Fibromialgia – A Dor que Muda uma Vida, que acontecerá em Petrolina (PE). As atividades serão realizadas na Praça do Bambuzinho, das 9h às 12h. O evento é promovido pelo projeto de extensão interdisciplinar Fibrovasf: Fibromialgia - Encontros no Vale, da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). O objetivo da campanha é dar visibilidade a essa temática, conscientizar a população e divulgar informações sobre a doença.
A programação contará com palestra sobre fibromialgia, que será ministrada pelos estudantes de Fisioterapia da Faculdade São Francisco de Juazeiro (FASJ), que também ensinarão técnicas de massagem e práticas de exercícios benéficos ao alívio da dor. O estudante do curso de Psicologia da Univasf Monzitti Baumann abrirá o evento com uma apresentação musical. Além disso, Marcos Canuto, professor de Educação Física e dançarino, apresentará as vantagens da dança para o tratamento da doença; e Felício Bomfim, também educador físico e dançarino, fará uma aula de dança adequada para as pessoas com Fibromialgia.
Esta campanha é a primeira ação pública do grupo, que se reúne desde junho de 2016 no Campus Sede da Univasf. O projeto de extensão tem a participação de estudantes dos cursos de Farmácia, Medicina e Psicologia da Univasf, sob a coordenação da professora Sílvia Morais, do Colegiado de Psicologia. A I Campanha em Atenção à Pessoa com Fibromialgia também conta com apoio dos usuários do Fibrovasf e dos estudantes de Fisioterapia da FASJ.
De acordo com a estudante de Psicologia da Univasf Eugênia Souza, uma das coordenadoras do evento, a invisibilidade e a falta de conhecimento tornam a doença ainda mais sofrida, por isso a importância do evento. “É um evento rico no tocante à disseminação, conscientização e mobilização da população como um todo para uma doença pouco conhecida, mas que provoca muito sofrimento físico e psíquico para aqueles que a possuem”, afirma Eugênia.
Fibromialgia – Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia, a fibromialgia é uma síndrome clínica, ainda sem cura, que se manifesta geralmente em mulheres, principalmente com dores no corpo todo. Há outros sintomas como fadiga, sono não reparador, problemas de memória e concentração, ansiedade, formigamentos ou dormências, depressão, dores de cabeça, tontura, problemas intestinais, sensibilidade ao toque e à compressão de pontos no corpo.
Eugênia explica que o diagnóstico da doença é clínico e baseia-se principalmente no histórico de vivência com a dor e na presença de pontos dolorosos pelo corpo. “O tratamento é feito com acompanhamento multidisciplinar de médicos reumatologistas, psicólogos, fisioterapeutas e educadores físicos, associando atividades físicas às terapêuticas medicamentosas e psicológicas, criando uma rotina com qualidade de vida apesar da dor, dentro das possibilidades de cada indivíduo”, diz.
O projeto de extensão Fibrovasf tem como objetivo criar um espaço acolhedor para pessoas diagnosticadas com a doença, familiares e amigos. O grupo surgiu para dar maior visibilidade às pessoas com Fibromialgia no Vale do São Francisco, através da realização de encontros mensais, nos quais são abordados temas relacionados aos pacientes, entre outras atividades. 


Editor: Nelson Fontes

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.