Faculdade Soberana
NOTÍCIAS

Com vazão menor na barragem de Sobradinho, prefeitura discute ações para garantir continuidade da travessia das barquinhas em Petrolina

Em um encontro realizado na manhã desta sexta-feira (21), a Prefeitura de Petrolina deu início às discussões sobre ações preventivas a fim de garantir a continuidade da travessia das barquinhas que ligam as cidades de Juazeiro da Bahia e Petrolina em Pernambuco, diante da redução da vazão da barragem de Sobradinho de 600m³/s para 550m³/s, prevista para ocorrer a partir do próximo dia 30. Duas medidas foram propostas como ações que podem ajudar a manter a navegabilidade no trajeto das barcas. Ambas tem o objetivo de remover areia, cascalho e pedras do leito do Rio São Francisco, a fim de aumentar a altura do canal de navegação, mas a diferença entre elas está no tipo de equipamento que deve ser usado na realização do serviço.
De acordo com o diretor-presidente da Agência Municipal do Meio Ambiente de Petrolina (AMMA), Rafael Oliveira, além da análise prévia conduzida pela agência e que apontou a necessidade de uma intervenção na margem petrolinense do Velho Chico, novos estudos ainda vão ser realizados. “Nós precisamos avaliar a viabilidade e os custos de cada proposta apresentada para saber qual delas é a melhor alternativa para garantir a continuidade do transporte de passageiros entre Petrolina e Juazeiro depois do dia 30. Por isso, equipes de cada uma das instituições que participaram deste momento estarão em campo durante este fim de semana”, explica Oliveira.

Além do Rafael, participaram da reunião, representando a prefeitura de Petrolina, o diretor de Projetos Ambientais da AMMA, Victor Flores e o secretário de Infraestrutura, Habitação e Mobilidade, Coronel Leite e equipe. Além deles, também estiveram presentes o comandante da Agência Fluvial da Marinha do Brasil em Juazeiro, Capitão Sílvio Miranda, o presidente da Associação Travessia das Barquinhas (ATB), Luiz Raimundo Pereira, além de técnicos que atuam na área de dragagem na região.
A fim de dar sequência às discussões, um novo encontro entre as instituições está marcado para às 15h da próxima segunda-feira (24), como destaca o secretário Coronel Leite. “Na oportunidade, nós vamos avaliar os resultados dos estudos de viabilidade realizados no fim de semana, discutir os custos de cada um, além de trabalhar no planejamento da execução das ações que vão ser definidas para que a escolhida seja a mais eficiente para a resolução do problema de navegabilidade que queremos evitar”, projeta Leite.


Editor: Nelson Fontes

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.