SOBERANA
Tecnologia

Facebook irá cobrar taxa de assinatura para páginas de sites de notícias

Facebook testa cobrança de taxa a usuários; saiba como vai funcionar.
A medida faz parte do conjunto de ações para combate das chamadas 'fake news'

Facebook confirmou estar realizando testes para implantar uma assinatura para páginas de sites de notícias. Assim que estiver no ar, para ler matérias restritas, inclusive no formato Instant Article (direto na rede social, sem abrir um site no navegador), será solicitado o pagamento de uma taxa definida pelo veículo de comunicação.
Em agosto deste ano, Mark Zuckerberg já havia confirmado que a companhia estava trabalhando neste projeto. A ideia é, segundo o Facebook, valorizar o trabalho jornalístico publicado na rede social gerando receita para os seus responsável, além de combater as chamadas "fake news".
Os testes devem iniciar com empresas parceiras nos Estados Unidos e Europa, como Bild, The Boston Globe, The Economist, Hearst (The Houston Chronicle and The San Francisco Chronicle), La Repubblica, Le Parisien, Spiegel, The Telegraph, tronc (The Baltimore Sun, The Los Angeles Times, e The San Diego Union-Tribune) e The Washington Post.

Como explica o site "TechTudo", apenas usuários do Facebook, assinantes desses veículos e que utilizam dispositivo Android participarão da primeira fase. Até o momento, a rede social não conseguiu um acordo com a Apple.
Paywall é uma forma dos sites ganharem dinheiro sem depender da publicidade. Com ele, só assinantes conseguem ler determinados conteúdos. Ainda segundo o site, o modelo que será utilizado pelo Facebook vai funcionar de duas formas: o usuário poderá ter acesso a dez notícias gratuitamente ou os editores escolhem quais conteúdos serão disponibilizados de graça e quais serão pagos.
Como explicou Zuckerberg, toda a receita gerada com o paywall ficará com as empresas: "Se as pessoas se inscreverem, após verem as notícias na rede social, todo o dinheiro irá para os autores, que trabalham duro para descobrir a verdade. O Facebook não ficará com uma parte".
Por: TechTudo

Editor: Nelson Fontes

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.