DRAVEL
Geral

Segurança da creche ateou fogo nas crianças no aniversário de 3 anos da morte do seu pai

Na terça-feira (3/10), Damião afirmou aos familiares que daria um presente a todos: iria morrer em breve
O homem de 50 anos que atacou uma creche em Janaúba (MG), deixando ao menos cinco crianças mortas nesta quinta-feira (5/10), agiu de maneira premeditada. As investigações iniciais da Polícia Civil apontam que Damião Soares dos Santos escolheu a data em que se completavam três anos da morte do seu pai.
Outro indício de que ele planejou o crime são os galões de combustível encontrados na casa do vigia. Na terça-feira (3), Damião afirmou aos familiares que daria um presente a todos: iria morrer em breve. O homem não tinha diagnóstico de doenças mentais, mas ao voltar de férias alegou problemas de saúde e seria afastado da função. Ele trabalhava na creche com as crianças há oito anos.
No dia do crime, ele foi à escola para entregar o atestado médico. Em entrevista ao UOL, o prefeito de Janaúba, Carlos Isaildon Mendes, contou que Damião chegou à creche com um balde, mas, como ele trabalhava no local, não levantou suspeitas. O recipiente estaria cheio de combustível – ainda não se sabe se álcool ou gasolina -, e Damião lançou o líquido inflamável sobre as crianças e em seu próprio corpo.
O prefeito afirma que a tragédia poderia ser pior, pois a turma que Damião “escolheu” para atacar era de crianças com 4 anos e muitas conseguiram correr. Próximo dali, havia uma sala com bebês de colo.
Por: Metropoles

Editor: Nelson Fontes

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.