SOBERANA
Eventos

Senar inaugura Centro de Fruticultura em Juazeiro, BA, e já anuncia início das operações

O município de Juazeiro, no norte da Bahia, inaugurou nesta segunda-feira (23) o primeiro Centro de Excelência em Fruticultura do país, e já começa as atividades, nesta quarta-feira, com quatro turmas do curso de Formação Profissional Rural. Na solenidade de inauguração, o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e da Federação da Agricultura da Bahia, João Martins, anunciou também que até o final do ano o centro estará realizando encontros com produtores de frutas, universidades e centros de formação profissional e um seminário de fruticultura do Vale do São Francisco em parceria com a Embrapa.


Durante o evento, que contou com a presença de autoridades de todo o país, o vice-governador, João Leão, destacou o investimento do Sistema CNA/Senar da ordem de R$ 8 milhões e a oferta dos 40 cursos de formação inicial e continuada para a qualificação de jovens e adultos. O centro também vai oferecer cursos de aprendizagem em parceria com empresas do setor para atender diretamente a necessidade de mão de obra qualificada. O prefeito de Juazeiro, Paulo Bonfim, lembrou que o setor gera 240 mil empregos diretos na região e ressaltou os benefícios do empreendimento para a cidade.

Ainda na ocasião, o presidente da Federação da Agricultura de Pernambuco (Faepe) e do Senar/PE, Pio Guerra, falou sobre a importância do Vale enquanto um dos maiores polos agrícolas do país. “Esta região responde por 90% das exportações de manga e uvas do país. Um lugar certo para receber o primeiro dos dez centros que o Senar pretende construir no Brasil”. Guerra lembrou ainda que a iniciativa vai beneficiar bastante os produtores pernambucanos, especialmente dos sertões do São Francisco, Central, Araripe e de Itaparica.

O presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR), Jailson Lira, reinterou o alcance social do novo centro e a importância da conquista para elevar o nível da fruticultura na região. “Teremos aqui muito próximo opções de cursos de nível médio, profissionalizante e superior, presenciais e à distância. Tudo para que tenhamos capacitação profissional dentro das boas práticas agrícolas, normas técnicas, legislação e necessidades do nosso competitivo mercado regional”, concluiu.

O Vale do São Francisco possui 120 mil hectares irrigados onde são produzidos mais de um milhão de toneladas de frutas, com destaque para uva de mesa e manga. Outras culturas também são desenvolvidas na região, como a goiaba, coco verde, melancia, maracujá e banana, gerando um faturamento anual que alcança cerca de R$ 2 bilhões.

Editor: Nelson Fontes

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.