SHOE WAVE
DICAS LEGAIS

Guia para não perder dinheiro nem cair em fraude na Black Friday

Está pensando em comprar durante a Black Friday? Veja abaixo um guia para não perder seu dinheiro nem cair em fraudes nesta sexta (24), e sabia o que fazer caso sua compra dê errado.


DEVO COMPRAR?
Se você não tem dinheiro sobrando, fique longe da tentação. Evite mudar de ideia por impulso só por causa da queda dos preços.
Confira a proporção do seu orçamento que já está comprometido com contas e só compre se tiver uma folga de mais de 30% no final do mês.
Caso decida comprar, estabeleça um teto e defina suas prioridades. O melhor é comprar à vista e fugir das taxas de juros.
O QUE VALE A PENA COMPRAR?
Itens menos desejados por consumidores são os que têm maiores descontos. É mais fácil encontrar um Samsung Galaxy J5 do que um iPhone 8 por um bom preço, por exemplo.
PREFERE IR ÀS LOJAS FÍSICAS?
Chegue cedo para evitar filas e encontrar os produtos mais disputados. Leve uma lista do que quer -não há direito de se arrepender depois em compras presenciais. Seja firme com vendedores insistentes.
QUER COMPRAR ON-LINE?
Não entre no site clicando em e-mails ou links enviados pelo WhatsApp. Busque o endereço no seu navegador, para não cair em "cópias" de sites nem pegar vírus.
Confira a reputação do fornecedor caso o produto vendido não seja da loja, mas de terceiros (marketplace). Pesquise a reputação da loja em sites como o Reclame Aqui e no Procon do seu Estado.
MEU PEDIDO FOI CANCELADO. E AGORA?
O código de defesa do consumidor exige que as ofertas sejam cumpridas. A loja deve oferecer o mesmo desconto pelo produto, oferecer outro produto ou devolver o dinheiro (a escolha é do cliente). Caso isso não aconteça, recorra ao Procon.
O PRODUTO ESTÁ DEMORANDO PARA CHEGAR
A loja deve cumprir o prazo estabelecido no momento da compra ou devolver o dinheiro do cliente. Se isso não acontecer, procure o Procon.
O PRODUTO CHEGOU, MAS APRESENTA DEFEITO
A lei estabelece 30 dias para reclamar sobre problemas aparentes em produtos não duráveis e 90 dias para os não duráveis.
E SE EU ME ARREPENDER?
Nas compras on-line, o consumidor tem 7 dias a partir da compra/entrega para se arrepender e cancelar.
RECORRA À JUSTIÇA
Procurei o Procon, mas mesmo assim a loja não cumpriu a oferta, não devolveu o dinheiro ou não trocou o produto Recorra à Justiça. Os Juizados Especiais Cíveis, de "pequenas causas", são responsáveis por esse tipo de caso.
FIQUE ATENTO
1. Procure a identificação da loja onde pretende comprar (CNPJ, endereço, canais de contato). Se ocorrer algum problema, localizar a empresa será o primeiro passo. Verifique a reputação da empresa em sites como ReclameAqui e em busca no Google. O Procon também publica um lista de e-commerces que devem ser evitados;
2. Confira quanto custava o produto antes das últimas semanas de novembro, para não cair em falsos descontos. Redobre a atenção se o produto for muito visado (iPhone 8, PlayStation 4). As lojas preferem dar bons descontos em produtos menos desejados;
3. Confira qual é a política da empresa no caso de cancelamentos, arrependimentos e reembolsos. No caso de eletrônicos e eletrodomésticos, é importante saber se o fabricante tem uma boa assistência técnica, com atendimento na sua cidade ou perto dela, e checar se há garantia estendida;
4. É comum sites pedirem um cadastro. Não coloque a mesma senha que já usa em outro serviços, como e-mail, redes sociais e bancos. E não faça transações on-line em computadores desconhecidos;
5. Se receber algum e-mail suspeito com ofertas, não clique nos links, pois podem conter vírus ou levarem a "imitações" de sites grandes. Abra o site pelo seu navegador, digitando o endereço manualmente;
6. Imprima ou salve todos os documentos que comprovem a compra (captura da tela, comprovantes, contratos). 
Com informações da Folhapress

Editor: Nelson Fontes

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.