Entrada de fone de ouvido pode estar com os dias contados nos smartphones - DIVULGA PETROLINA

Hoje

Home Top Ad

PROPAGANGA

11 de fev de 2017

Entrada de fone de ouvido pode estar com os dias contados nos smartphones

A Motorola e a Apple foram as primeiras. Ao que tudo indica, ainda que (por enquanto) seja só especulação, a Samsung deve ser a próxima. Será mesmo o fim da boa e velha entrada P2? Aquela tradicional que estamos acostumados a conectar o fone de ouvido? Quando a Apple anunciou que o iPhone 7 viria sem a entrada, muita gente torceu o nariz – todo mundo só viu o lado ruim dessa ideia: afinal, e os nossos queridos, adorados e às vezes bem caros fones de ouvido? Segundo: mais um adaptador?... Ninguém merece.
No novo iPhone, a única entrada disponível é a porta “Lightining”; já o novo Moto Z – que também não tem entrada exclusiva para fones de ouvido – substituiu a saída P2 pelo novo padrão USB Tipo C. Apesar da reclamação quase generalizada, a gente conversou com um professor que acredita que a gente não está perdendo muito com essa nova tendência (se assim podemos chamar).
Apple e Motorola oferecem na caixa dos novos aparelhos um adaptador para transformar a saída disponível em uma entrada tradicional de 3,5 milímetros para fones de ouvido. A solução está longe de ser perfeita. Para esses casos, a melhor alternativa talvez seja recorrer ao bom e velho fone Bluetooth.
A questão principal é que nenhuma das empresas deixou claro o motivo da decisão de matar a saída P2 ou sequer explicou os ganhos técnicos de acabar com a entrada para fones de ouvidos. A gente até sabe que a tecnologia avança muito rápido e formatos antigos não necessariamente se adaptam ao novo mundo. Agora, remover um conector extremamente tradicional e ainda amplamente usado por todo mundo que tem um celular, é preciso explicar qual é a vantagem, certo? Um celular mais fino? Espaço para novos componentes?
No caso do iPhone 7, um vídeo recente que mostra a desmontagem do aparelho deixou claro que o lugar da entrada de fones não foi usado para muita coisa. O desmanche revelou que o espaço foi ocupado por um pedaço de plástico que a Apple indica ser uma saída barométrica, que permite usar o barômetro do dispositivo, dedicado a medir altitude pela pressão do ar. A Apple também diz que a saída da porta não foi usada diretamente para um outro componente, mas o espaço foi aproveitado para ganhar mais espaço para todas as peças, incluindo uma bateria maior, mais facilidade em tornar o aparelho à prova d’água, alto-falantes na parte superior do dispositivo, antena e por aí vai...
Outra sugestão é que, eliminando uma entrada analógica, seria possível haver um ganho na qualidade de áudio. Será? Bom, ninguém ainda falou oficialmente sobre isso, mas acredita-se que sim...pode ser um bom argumento.
E você, hein, o que acha dessa história? Aceitaria aposentar seus tradicionais fones de ouvido? Está contente com os fones Bluetooth? E a questão dos adaptadores, agrada? Vamos abrir a discussão e ver o que a maioria acha. Apple e Motorola deram um tiro no pé ou saíram na frente e anteciparam mais uma tendência no mundo dos smartphones. Deixe seu comentário...participe!
ATUALIZAÇÃO FEITA ÀS 19H10 DA SEGUNDA-FEIRA, DIA 06/02
Em nota enviada à redação, a Motorola argumenta que "a retirada da entrada do fone de ouvido (mais conhecida como entrada “P2”) no Moto Z se deve unicamente a uma questão de design, já que o modelo é o smartphone premium mais fino do mundo, com apenas 5,19mm de espessura. Para tal redução, foi preciso substituir a entrada de fone de ouvido pelo padrão USB-C 3.0, que permite mais eficiência e velocidade na transferência de dados, além de garantir carregamento ultrarrápido da bateria do aparelho".
Por: Olhardigital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE

Pages