Quadrilha explode cofre de banco em Canudos

banco canudosassalto-canudos

Policiais civis e militares estão em diligências para localizar o grupo de 12 homens que explodiu o cofre da agência do Banco do Brasil na cidade de Canudos (a 413 km de Salvador), na madrugada desta sexta-feira, 21. O grupo chegou à cidade e efetuou inúmeros disparos de armas pesadas, como fuzis e escopetas, levando terror aos moradores do município.

“Acordei com os tiros. Achei que era alguma briga, mas logo depois ouvi o barulho da explosão e pensei que era algum imóvel desabando. Só depois de algum tempo que tive coragem de sair de casa e ver que tinha sido no banco. Foi um susto”, disse Rosália Nunes, que reside a cerca de 60 metros do banco.

De acordo com informações de policiais, o grupo chegou na cidade por volta das 2h30 em uma caminhonete Hillux e um Fiat Strada, além de duas motocicletas.

Eles se dividiram e, enquanto uma parte se dirigiu para o banco, outra fez rondas e saiu atirando pelas ruas da cidade. “Eles colocaram homens em frente à companhia da PM e à casa de um policial civil que reside no município, e outros atiravam pela cidade. Estavam articulados”, informou o delegado Miguel Vieira, coordenador da 25ª Coorpin em Euclides da Cunha.

O coordenador informou ainda que, devido aos ataques a instituições financeiras ocorridos na região, a gerência do banco não colocava mais dinheiro nos caixas eletrônicos, apenas no cofre. “E foi exatamente para o cofre que eles foram, o explodiram e pegaram todo o montante que estava lá. Não sabemos o valor ainda porque estamos aguardando o depoimento da gerência do banco”, afirmou.

Após a explosão, o grupo fugiu em direção à BR-235, no sentido do município de Jeremoabo. Segundo dados do Sindicato dos Bancários da Bahia, ocorreram neste ano 207 ataques a bancos, sendo 28 em Salvador e 179 no interior. Dos bancos, o BB e o Bradesco são os alvos favoritos, com 94 e 68 ocorrências, respectivamente.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar