Decisão de Obama calou oposição no Brasil”, diz Samuel Pinheiro Guimarães

Para embaixador, Lula e Dilma tomaram decisões acertadas ao financiar porto em Cuba e chamar médicos do país ao Brasil

A decisão do presidente norte-amerciano, Barack Obama, de reatar relações diplomáticas com Cuba surpreendeu o mundo e não foi diferente com o embaixador Samuel Pinheiro Guimarães, um dos mais experientes diplomatas brasileiros. “Foi uma decisão forte, abrangente”, elogiou Guimarães.

O embaixador não deixou de relacionar a mudança de comportamento do governo dos Estados Unidos aos recentes ataques da oposição no Brasil que, durante a campanha, fez coro com as críticas de que o governo petista estaria financiando o regime comunista, com o financiamento de empreendimentos em Cuba, como o Porto de Mariel.

“A decisão de Obama calou a oposição no Brasil. A oposição nem pode deixar de estar calada, até porque, para criticar, teria que atacar os Estados Unidos, o que para eles seria muito confortável. Eles não se sentem muito confortáveis nesta posição”, atacou.

Guimarães lembrou do protagonismo do Brasil na defesa da participação de Cuba em fóruns internacionais e ainda elogiou a política em relação a Cuba desempenhada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela presidente, Dilma Rousseff, de financiar o porto e de chamar os médicos cubanos para o programa Mais Médicos. “Foram decisões muito acertadas”, avaliou.

 

(Fonte):iG

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar