Náutico e Salgueiro não saem do zero na estreia do PE2015

MARLON COSTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Equipes voltam a se enfrentar na quinta-feira (5) pela Copa do Nordeste

Não teve metrô para chegar na Arena Pernambuco e também não teve gols. Público fraco e futebol da mesma forma. O empate em 0 a 0 entre Náutico e Salgueiro mostrou que as duas equipes ainda não acordaram para o início da temporada.

No próximo domingo os alvirrubros terão que mostrar um futebol melhor do que o da estreia para enfrentar o Sport, que o goleou o Santa Cruz no primeiro clássico do ano. Já o Carcará receberá o Central em casa, outra equipe que venceu na primera rodada do campeonato.

Produtividade quase zero

O primeiro tempo da partida entre o Carcará e o Timbu deu sono nos poucos torcedores que compareceram na Arena Pernambuco. As desculpas são muitas. Começo de temporada, falta de ritmo ou  jogo mais estudado. Mesmo com todas as justificativas, esperava-se mais das duas equipes.

Foram pouca as chances de gol. Os experientes Julio César e Luciano pouco trabalharam no primeiro tempo. As jogadas mais perigosas dos primeiros 45 minutos sairam de duas faltas cobradas pelo time alvirrubro da entrada da área. Uma ficou na barreira e outra foi parar nas vazias cadeiras do estádio de São Lourenço da Mata.

Jogo melhora, mas o placar não muda

Na segunda etapa os times pareciam não querer terminar a primeira rodada do Campeonato Pernambucano com apenas um ponto. As duas equipes se arriscaram mais ao ataque, destaque para o meia Bruno Alves, do Náutico, com passes e finalizações mais arriscadas.

A pressão do alvirrubro parecia mais eficiente, tanto que o zagueiro Flávio conseeguiu  mandar a bolar na trave dos sertanejos após uma cabeçada.

Sentindo a pressão do time da capital, o Salgueiro passou a basear seu jogo nos contra-ataques. Sempre com velocidada, mas com muita imprecisão no último passe.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar