Motorista de Cristiano Araújo é indiciado por duplo homicídio culposo

motorista

O motorista Ronaldo Miranda, de 40 anos, foi indiciado pela morte do cantor Cristiano Araújo, 29, e pela namorada do músico, Allana Moraes, 19, em um acidente na BR-153, em Goiás. O condutor do veículo deverá responder pelo crime de duplo homicídio culposo – quando não há a intenção de matar. Se condenado, a pena varia de 2 a 4 anos de prisão.

O acidente ocorreu na madrugada de 24 de junho, quando o músico retornava de uma apresentação em Itumbiara, no sul do estado. Além do casal, também estavam no carro Victor Leonardo, um dos empresários do sertanejo. Cristiano e a namorada estavam no banco de trás no momento do acidente. A falta do equipamento teria potencializado os ferimentos que levaram à morte do casal.

Segundo a Polícia Civil, além do excesso de velocidade, o motorista também teria sido imprudente ao trocar as rodas do veículo, um Range Rover Sport 2015. “O conjunto excesso de velocidade, danos da roda e a falta do uso de segurança foram determinantes para o resultado trágico”, destacou o delegado Fabiano Henrique Jacomelis, responsável pelo caso.

Durante as investigações do caso, Ronaldo afirmou não ter feito consumo de bebidas alcoólicas, o que foi comprovado em uma análise, e negou que tivesse falando ao celular ou dormido ao volante. Porém, confirmou que seguia acima da velocidade permitida na via, que é de 110km/h. Relatório técnico da Land Rover, fabricante da Ragne Rover, indicou que o veículo estava a 179 km/h no momento do acidente.

//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js //

(Via:BocãoNews)

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar