O site de inscrições do Mais Médicos sofre ataques cibernéticos

O Ministério da Saúde informou que o site sofreu "ataques que se mantiveram ao longo da manhã".

O governo afirmou que o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde, junto à Embratel, está trabalhando para isolar “os ataques que se mantiveram ao longo de toda a manhã, além de outras ações para estabilidade e performance do site”.

O Ministério da Saúde ainda afirma que o grande número de acessos simultâneos recebido no sistema é “característico de ataques cibernéticos” e está investigando o caso.

As inscrições, voltadas a brasileiros e estrangeiros com diploma revalidado no Brasil, iniciaram às 8h desta quarta-feira (21) e seguem até 23h59 de domingo (25). Médicos, no entanto, têm relatado nas redes sociais dificuldades para fazer o cadastro. A página do programa Mais Médicos, por exemplo, não é nem sequer carregada.

Em nota, a AMB (Associação Médica Brasileira) diz que têm recebido denúncias sobre o problema desde o início da manhã desta quarta. “A AMB vê com preocupação o fato, pois o prazo que já é curto agora fica menor”, informa. A entidade diz ainda que irá solicitar ao Ministério da Saúde a prorrogação do prazo de inscrições devido à dificuldade para acessar o sistema. Em nota, o ministério informa que, “devido ao grande número de acessos, o sistema tem registrado picos, e nesses momentos, pode haver dificuldades de acesso, que é retomado em seguida”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar