Marília Arraes reúne milhares de pessoas no Classic Hall em lançamento oficial de sua candidatura a governadora do Estado

Pernambucanas e pernambucanos, de várias cidades do Estado, cantaram em coro os nomes de Marília e de Lula

“Pernambuco, terra das revoluções, de um povo que nunca se curvou, mas que hoje anda de cabeça baixa. Sem orgulho de dizer ‘sou pernambucano’, porque o Estado está abandonado.” Foi com a promessa de reconstruir Pernambuco, combater a fome e levar dignidade à população que Marília Arraes formalizou, na tarde de hoje, sua candidatura a governadora, com Sebastião Oliveira na vice e André de Paula para o Senado.

“Vamos resgatar a dignidade da nossa gente, erradicar a miséria e levar água para as torneiras de todas as pernambucanas e todos pernambucanos. Fiquem certos. A partir de janeiro do próximo ano, como sempre disse Miguel Arraes, o que for possível fazer a gente vai fazer. E o que hoje é impossível, o povo vai nos ajudar a fazer”, afirmou Marília, sob os aplausos do público presente, que também cantou seu nome e o de Lula, em coro, diversas vezes durante sua fala.

O Classic Hall ficou pequeno para acomodar as pessoas que vieram de várias cidades do Estado, do Litoral ao Sertão. Cerca de 30 mil pessoas lotaram a casa. Além das candidaturas de Marília, Sebastião e André, foram homologadas 58 candidaturas à Câmara dos Deputados e 118 à Assembleia Legislativa de Pernambuco.

Candidato a senador André de Paula pela coligação Pernambuco na Veia, André de Paula destacou sua disposição para trabalhar por Pernambuco. “Sou deputado federal há seis mandatos e sempre coloquei minha atuação à disposição de Pernambuco e do povo pernambucano. Quero ser o senador da governadora Marília Arraes e ajudar a combater a fome e reconstruir Pernambuco”, destacou.

Vice na chapa majoritária, ou co-governador como Marília prefere chamar, Sebastião Oliveira lembrou a aliança histórica entre seu pai e Miguel Arraes. “Em 86, meu pai, Oliveira Neto, fez uma aliança com Miguel Arraes para o bem de Pernambuco. Em 2006, seu neto, reeditou essa aliança com Inocêncio Oliveira e fez um grande governo. Agora em 2022, junto com André de Paula e com Marília Arraes, estamos nos unindo para botar pra a máquina do Estado pra moer pro lado de quem mais precisa. Pro lado de quem hoje está invisível”, sentenciou.

Presidente nacional do Solidariedade, Paulinho da Força, aproveitou para anunciar a oficialização do apoio à candidatura de Lula. “Fizemos nossa convenção na última quarta-feira e confirmamos o nosso apoio a Lula para presidente da República. Agora fazemos parte, oficialmente, da coligação que vai eleger Lula presidente do Brasil. Mas nós não vamos colocar a faca no pescoço de Lula, nem vamos ficar fazendo chantagem”, declarou.

Segundo o presidente nacional do Avante, Luiz Tibé, o Avante tem compromisso com o projeto. “Estamos com você Marília, não apenas como uma sigla, mas com toda a nossa militância e toda a nossa força, porque acreditamos nesse projeto que você representa para Pernambuco.

CULTURA

Durante a convenção, Marília, André e Sebastião receberam também apoio de vários nomes da cultura, como Fred Zero Quatro. “Aqui em Pernambuco, a candidatura que é alinhada ao projeto de Luiz Inácio Lula da Silva é a candidatura de Marília Arraes. É Lula lá e Marília Cá!”, afirmou Zero Quatro depois de executar o jingle Lula lá.

Ao som da safona, o forrozeiro Flávio Leandro cantou o hino de Pernambuco, levantando a multidão e a poetisa e advogada Mariana Teles fez uma saudação em prosa a Marília. “Marília é de teu ventre que vem a esperança do povo de Pernambuco”, declamou acompanhada pelos gritos do público.

A convenção foi encerrada com uma grande ciranda, ao som da música de Lia de Itamaracá, patrimônio vivo da Cultura pernambucana. Lia já havia declarado apoio a Marília e sofreu retaliações por seu posicionamento. Muito emocionada a multiartista foi aplaudida com entusiasmo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar