Polícia Civil de Pernambuco deflagra “Operação Olho da Providência” para desarticular organização criminosa em Floresta (PE)

A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou, na manhã desta quarta-feira (7), a Operação Olho da Providência, para desarticular uma organização criminosa que atuava em Floresta, no Sertão do Estado.

As investigações, comandadas pelo delegado Henrique Paiva, da 22ª Delegacia Seccional de Floresta, foram iniciadas em dezembro de 2020, e as ações desta quarta (7) tiveram como alvo grupo que atuava no tráfico de drogas e lavagem de dinheiro não só em Pernambuco, mas também em outros 10 estados do Nordeste.

A operação cumpriu 53 mandatos de busca e apreensão domiciliar, sequestro de bens e ativos financeiros, além de 16 mandatos de prisão, expedidos pela Vara Única da Comarca de Floresta.

Foram apreendidos bens de luxo, como relógios de marca e joias, R$ 30 mil de dinheiro em espécie, mais de R$ 3 milhões em cheques, uma pistola, dois revólveres e três carregadores.

Além disso, contas bancárias foram bloqueadas.

Na ação, foram empregados 100 policiais civis, que receberam o apoio da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Polícia Federal do Amazonas e das Polícias Civis dos estados da Paraíba, Amazonas, Para, Ceará, Maranhão, Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Sergipe, Bahia, Rio Grande do Norte, Alagoas, Paraná, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar