PM e Exército desocupam acampamento de manifestantes no QG em Brasília

Segundo a Polícia Federal (PF), resultou na prisão de 1.200 pessoas.

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e o Exército Brasileiro desmobilizaram o acampamento de manifestantes em Brasília montado em frente ao Quartel-General da Força Armadas na manhã desta segunda-feira (9). A ação ocorreu de forma pacífica e, segundo a Polícia Federal (PF), resultou na prisão de 1.200 pessoas.

Os militares deram uma hora para os acampados saírem do local e escoltaram os grupos de manifestantes em mais de 50 ônibus disponibilizados pela Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob). Os extremistas foram levados para a Superintendência da PF e o Departamento de Polícia Especializada (DPE), da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF).

Depois de retirarem grande parte dos manifestantes, com auxílio das tropas de choque e da cavalaria, os militares entraram no acampamento, de fato, por volta das 9h50.

Alguns apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) choraram, mas continuaram a sair de maneira organizada, nos ônibus do sistema de transporte público coletivo do DF..

O Exército informou que 1,4 mil indivíduos foram retirados do local para passarem por uma “triagem”, e a PF calcula 1,2 mil foram presos até as 10h30 desta segunda-feira (9/1). Aproximadamente 3 mil manifestantes estavam acampados em frente ao QG.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar