Seleção para conciliador e mediador voluntários tem vagas em Petrolina

justica-dentroAinda existem vagas em Garanhuns, Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe e Petrolina para pessoas interessadas em atuar nos cargos de conciliador e mediador como voluntários do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). Os escolhidos irão trabalhar nas Unidades do Sistema de Resolução Consensual e Arbitral de Conflitos e do Sistema de Juizados Especiais do Judiciário estadual. As inscrições vão até as 19h desta sexta-feira (14). As inscrições devem ser feitas através do link www.tjpe.jus.br/selecaosimplificada. Para outras informações, os interessados podem ligar para o telefone (81) 3181.5965.

Já estão esgotadas as vagas oferecidas no Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes. Aos selecionados serão oferecidos cursos de formação, além de participação em palestras e cursos de aperfeiçoamento. Ao final do trabalho, o voluntário receberá um certificado do período de atuação para comprovação em concursos públicos e seleções, e para a prática jurídica. A atividade voluntária não será remunerada e não gera vínculo empregatício ou estatutário com o TJPE.

Para se inscrever é necessário ser brasileiro nato ou naturalizado; possuir na data da inscrição a idade mínima de 18 anos; não ter registro de antecedentes criminais nem responder a processo penal; não ter sofrido penalidade ou praticado ato desabonador no exercício de cargo público, da advocacia ou da atividade pública ou privada; ter concluído o curso de bacharel em Direito para exercer a atividade de conciliador; e ser bacharel em qualquer área de Ciências Humanas para ocupar o cargo de mediador.

Após a inscrição, o candidato deverá apresentar na Gerência do Serviço Voluntário no período de 17 a 28 de novembro, no horário das 9h às 18h, o comprovante de inscrição; o documento de identificação (RG ou Carteira Nacional de Habilitação); certidões negativas de antecedentes criminais e de que não respondem a processo penal expedidas pelas Justiças Estadual, Federal, Eleitoral e Militar.

[Texto] Com informações TJPE

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar