Conheça Petrolina-PE

Essa é minha cidade, que bela menina, que amo e tanto quero. Petrolina 123 anos

Essa é minha cidade, que bela menina, que amo e tanto quero. Petrolina 123 anos

Posted by Divulga Petrolina on Friday, September 21, 2018

 

Petrolina, prefeito atual, Miguel Coelho, um município brasileiro do interior do estado de Pernambuco, Região Nordeste do país. Situa-se na Microrregião de Petrolina e na Mesorregião do São Francisco Pernambucano, distante 721 km a oeste de Recife, capital estadual. Possui uma extensão territorial de 561,872 km², estando 244,8 km² em perímetro urbano e os 317,072 km² restantes integrando a zona rural. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, em 2018 sua população foi estimada em 343.865 habitantes, sendo o quinto maior município de Pernambuco e o segundo do interior pernambucano, atrás apenas de Caruaru. O município é integrante da Região Administrativa Integrada de Desenvolvimento do Polo Petrolina e Juazeiro.

Originariamente era denominada “Passagem de Juazeiro” pois era caminho para a vizinha cidade de Juazeiro, na margem oposta do Rio São Francisco no Estado da Bahia. A passagem servia como ponto de apoio do desenvolvimento da zona sertaneja do Estado, com vias de acesso para os Estados do Piauí, Ceará, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Por isso, Petrolina é cognominada Encruzilhada do Progresso, por ser passagem obrigatória para o norte e via de escoamento para o Centro Sul do País. (Fonte: OLIVEIRA, 2007).

O grande visionário de Petrolina foi o bispo Dom Malan. Dom Malan era italiano de nascimento, e veio para a cidade em 15 de agosto de 1924. Construiu a Catedral, o Palácio Diocesano, os Colégios Nossa Senhora Auxiliadora e Dom Bosco, e o Hospital Dom Malan.

Há versões em que o nome da cidade foi em homenagem ao então Imperador Dom Pedro II e sua esposa Dona Leopoldina. Outra história menciona a existência de uma pedra linda que havia na margem do rio, pedreira da qual foi retirada matéria-prima para a construção de um dos maiores monumentos históricos da cidade, a Igreja Catedral. O escritor Santana Padilha deixou escrito em seu livro Pedro e Lina que o nome da cidade se daria pelo fato de os dois primeiros moradores se chamarem Pedro e Lina e na ocasião do seu casamento o Frei Henrique, de sotaque italiano, ao pronunciar seus nomes fez-se ouvir Petrolina.

Petrolina foi fundada em 1870. A sua região era frequentada assiduamente pelo capuchinho italiano frei Henrique, que realiza intensas prédicas missionárias pelos povoados ribeirinhos do Rio São Francisco. Em uma delas, o frei resolveu construir uma capela dedicada à Nossa Senhora Rainha dos Anjos, sendo a partir dessa construção que houve o crescimento populacional na região em que se localiza a sede municipal. Por volta da década de 1980, foram surgindo suas primeiras vinícolas irrigadas pelas águas do São Francisco, com isso, indústrias relacionadas à produção de vinho foram aparecendo. Atualmente, o município é constituído por três distritos, além da sua sede, sendo subdividida em 5 regiões com vários bairros.
Sétimo município mais rico de Pernambuco, Petrolina foi apontada como uma das 20 cidades brasileiras do futuro na edição 2180 do dia 1 de setembro de 2010. Com o melhor índice de saneamento básico do Nordeste, Petrolina conta com 95% de coleta de esgoto e 100% de tratamento do que é coletado. Petrolina foi reconhecida como a maior rede hoteleira da região turística do sertão do São Francisco e do Pajeú, contando com 2.115 leitos, distribuídos em 24 hotéis; diversos restaurantes, bares, centros comerciais, hospitais, Universidades e cursos de Turismo em níveis técnico e superior, segundo um estudo de competitividade realizado pelo Ministério do Turismo, Fundação Getúlio Vargas e o Sebrae Nacional.
Petrolina reúne, à beira do rio, paisagens naturais e cenários marcantes. O Rio São Francisco é considerado um dos maiores atrativos do município. Os demais são: ilhas fluviais com destaque para a Ilha do Rodeador que recebe os turistas em seus bares e restaurantes; Ilha do Massangano, famosa por possuir um grupo cultural, o Samba de Véio; ilhas espalhadas ao longo de todo o rio, algumas utilizadas para camping; a Ilha do Fogo que fica no meio da Ponte Presidente Dutra a qual interliga as cidades de Petrolina e Juazeiro; o Balneário de Pedrinhas, que se destaca pelo complexo de bares especializados em peixe.
A Igreja Catedral, “imponente catedral de pedras” como escreveu o filho da terra Antonio de Santana Padilha, se chama Sagrado Coração de Jesus, idealizada pelo bispo Dom Malan, foi construída em 1929 com pedras advindas da própria cidade e muitas vezes carregadas pela comunidade local, possui estilo arquitetônico neo-gótico e vitrais que chamam a atenção pela história que representa; a igreja Matriz Nossa Senhora Rainha dos Anjos, teve sua construção iniciada em 1858, em estilo neo-colonial, porém, só foi concluída em 1906. Sua fachada possui decorações austeras e no seu interior há diversas imagens de madeira e de gesso.
Petrolina Antiga é a parte que ainda possui algumas ruas e casas com características do início do século XX, onde existem vários bares bastante frequentados na noite de Petrolina. A Antiga Estação Ferroviária da Leste Brasileira foi inaugurada em 1923 e traz características da arquitetura neo-renascentista, comum à época. A Ponte Presidente Dutra que liga as cidades de Petrolina e Juazeiro possui uma ilha em seu centro, tem 800 m de extensão e foi aberta oficialmente em 1954. O Museu do Sertão foi fundado em 1973, com acervo superior a 3.000 peças, resgata a cultura do homem sertanejo, da cidade de Petrolina e da região circunvizinha; Memorial Nilo Coelho, demonstra a vida social, política e familiar de um dos mais importantes políticos da região, responsável por grande parte do desenvolvimento econômico da cidade de Petrolina, o espaço foi construído em 1995 e atualmente encontra-se fechado para reforma.
Sobre artesanato existem três importantes pontos: a Oficina do Artesão Mestre Quincas, onde se pode observar os artesãos confeccionando suas peças, podendo também adquirir o artesanato no próprio local; o Centro de Artesanato Celestino Gomes (artista plástico importante da cidade), que é uma feira de artesanato, situada no centro da cidade composta por 54 artesãos distribuídos em quiosques, há um bar e palco para apresentações culturais; o Centro de Artes Ana das Carrancas onde é encontrado o artesanato nacionalmente famoso que é a carranca, e a mais representativa da cidade é a da artesã Ana das Carrancas por fazer suas peças em barro e em homenagem a seu marido que é cego, fazendo-as com olhos vazados, além de confeccionar carrancas de figuras antropozoomórficas; é indispensável o passeio nas barcas que fazem o trajeto de Petrolina à Juazeiro, assim como um passeio mais prolongado ao longo do rio até a barragem de Sobradinho-BA.
Aspectos Culturais e Turísticos
Feira livre…………………………………………………………………………. Segunda-feira e sábado
Padroeira………………………………………………………………………. Nossa Senhora Rainha dos Anjos (15/08)
Festas………………………………………………………………. Carnaval, São João, N.S. Rainha dos Anjos e Natal
Atrativos……………………………………………………….. Rio São Francisco, praias fluviais e Museu do Sertão.
(Fonte: Petrolina, Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco – CONDEPE/FIDEM)
Vinícolas
Vitivinícola Rio Sol – 60 km (Acesso via estrada dos Vermelhos)
Vitivinícola Garziera – 70 km (Acesso via estrada dos Vermelhos)
Vitivinícola Bianchetti – 80 km ( Acesso via estrada dos Vermelhos)
Aeroporto Internacional Senador Nilo Coelho
Ano de Fundação: 1981
– Petrolina é o segundo portão de entrada por via aérea do Estado de Pernambuco. O Aeroporto possui a segunda maior pista de pouso e decolagem do Nordeste – 3.250 metros de extensão – apta a receber grandes aviões cargueiros e de passageiros com capacidade de até 110 toneladas e pátio de aeronaves com cinco posições de estacionamento.
– Além disso, seu terminal de cargas está preparado para atender a demanda de exportação de frutas da região. Possui dois mil metros quadrados e é dotado de seis câmeras frigoríficas com capacidade de armazenamento de 102.000 caixas de produtos perecíveis e dois túneis de resfriamento.
– Há um terminal de passageiros totalmente climatizado, com equipamentos de segurança e de informação aos viajantes, tendo sido concebido dentro do conceito de Aeroshopping, abrigando 19 pontos comerciais.
– Possui um Posto de Informações Turísticas da EMPETUR, que atendeu nos últimos dez meses de 2009 a 1.225 visitantes que chegaram ao destino.
Pontos Turísticos
1. Antiga Estação Ferroviária da Leste Brasileira
2. Balneário de Pedrinhas
3. Bodódromo
4. Calçada da Fama
5. Catedral – Igreja Sagrado Coração de Jesus
6. Centro de Artes Ana das Carrancas
7. Centro de Artesanato Celestino Gomes
8. Igreja Nossa Senhora Rainha dos Anjos – Matriz
9. Ilha do Fogo
10. Ilha do Massangano
11. Ilha do Rodeadouro (Rodeador)
12. Mirante do Serrote do Urubu
13. Museu do Sertão
14. Oficina do Artesão Mestre Quincas
15. Orla
16. Parque Zôo-botânico da Caatinga
17. Petrolina Antiga
18. Rio São Francisco
Fechar