Usuários clamam por melhorias no transporte público de Petrolina, PE

A linha Cohab 6 e Jardim Guararapes atende 7 bairros do município.
A lotação e a falta de estrutura dos ônibus irrita os usuários.

tarifa

Usuários do transporte público de Petrolina, no Sertão pernambucano, estão insatisfeitos com o serviço oferecido para os moradores da Zona Oeste da cidade. Segundo eles, o número de linhas é insuficiente à quantidade de pessoas que moram nos sete bairros que são atendidos, o que provoca superlotação nos ônibus e prejudica os horários dos passageiros.

A linha Cohab 6 e Jardim Guararapes/Guanabara está responsável por atender os bairros, Nova Petrolina, Jardim Guararapes, Jardim Guanabara, Cohab 6, Rio Corrente, Rio Claro e Parque Massangano. Segundo a usuária, Mizaella Mara de França, que mora na Cohab 6, além da superlotação, há outros problemas enfrentados pelos moradores como o mau atendimento dos funcionários, além da deficiência na infraestrutura dos ônibus. “Além de não atender a demanda, os ônibus estão com cadeiras quebradas e número de passageiros acima do limite exigido. Algumas pessoas têm que ficar nas escadas, o que é um perigo”, conta.

Mizaella conta ainda que os moradores solicitaram um compromisso da Empresa Petrolinense de Trânsito Transporte Coletivo (EPTTC), mas não obtiveram respostas. “Falta ônibus em boa qualidade e quantidade, falta respeito com os passageiros e compromisso das empresas de transporte. Pagamos uma passagem caríssima!”, afirma.

Em nota ao G1, a EPTTC nega superlotação nos ônibus em decorrência ao período de férias escolares. A empresa informa que a linha Jardim Guararapes está funcionando com três veículos desde o dia 18 de janeiro de 2015 e a linha Cohab 6/Rio Corrente está atendendo ao Nova Petrolina e Parque Massangano desde o dia 10 de janeiro, com quatro veículos.

Em relação à infraestrutura, a empresa também afirma que os pontos de paradas estão sinalizados e 10 novos estão sendo implantados em janeiro. A ampliação das linhas estão sendo estudadas pelos técnicos da empresa com previsão para março de 2015.

Em relação ao tratamento dos funcionários da empresa, os usuários podem denunciar à EPTTC pelo telefone (87) 3862 0300, das 7h às 13h ou pela Ouvidoria através do 156 que vai apurar as denúncias e tomar providências.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar