Presos suspeitos de mandar matar 3 conselheiros tutelares e idosa em Poção, PE

Suspeitos são a avó e o pai da menina que sobreviveu à chacina, em Poção.
Polícia Civil prendeu ainda um homem que seria um dos executores.

reproducao

A Polícia Civil prendeu na sexta-feira (27) duas pessoas que teriam mandado matar uma idosa e três conselheiros tutelares em Poção, no Agreste pernambucano. Os suspeitos são Bernadete de Lourdes Britto Siqueira Rocha, de 52 anos, e José Cláudio de Britto Siqueira Filho, de 32 anos, respectivamente a avó e o pai da criança que sobreviveu à chacina.

As prisões valem por 30 dias e foram anunciadas em nota oficial da Secretaria de Defesa Social (SDS-PE) neste sábado (28). A assessoria de imprensa da pasta comunicou que foi preso ainda um homem de nome e idade não informados que seria um dos executores do crime. “Esclarecemos que a Polícia Civil continua em diligências com o escopo de concluir o inquérito policial e que ao final das investigações haverá coletiva à imprensa em data ainda não definida. A investigação continua sob sigilo”, destaca este departamento.

Entenda o caso
O crime ocorreu no dia 6 de fevereiro. As vítimas estavam em um carro do Conselho Tutelar do município com uma menina de 3 anos, única sobrevivente. Eles vinham da casa da avó paterna da criança, situada em Arcoverde, no Sertão, a cerca de 70km de Poção.

Segundo o avô materno, João Batista, as famílias dividiam a guarda da criança. O pai e a avó paterna cuidavam dela durante a semana e, nos fins de semana, a menina ficava com os avós maternos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar