Coordenador e ex-servidor de órgão de trânsito em Juazeiro (BA), são presos suspeitos de vender carros apreendidos

Polícia descobriu esquema após saber que três veículos que haviam desaparecido do pátio do Ciretran de Juazeiro estavam rodando pela cidade com documentos fraudados.

O coordenador da Circunscrição Regional de Trânsito de Juazeiro (Ciretran Juazeiro), Ítalo José dos Santos Souza, e um ex-funcionário do órgão, Jair dos Santos Santana, foram presos na manhã desta quinta-feira (11), na cidade do norte da Bahia, suspeitos de envolvimento em um esquema de fraude de documentos e vendas de veículos que estavam apreendidos no órgão.

Na sede da Ciretran, que é o órgão de trânsito nas cidades do interior, a polícia apreendeu documentos, computadores, HDs e celulares.

Conforme apontam as investigações, que começaram em 2017, 19 veículos que estavam apreendidos no pátio do Ciretran de Juazeiro desapareceram no ano passado. Em seguida, a polícia descobriu que três veículos, duas motos e um carro, que haviam sumido, estavam rodando pela cidade com documentos que tinham sido fraudados dentro do Ciretran.

De acordo com a polícia, no esquema, os suspeitos fraudavam documentos, tiravam as multas e vendiam os carros e motos.

O coordenador do Ciretran e o ex-funcionário foram levados para delegacia de polícia. Eles serão ouvidos e vão ser levados para penitenciária de Juazeiro, onde ficam à disposição da Justiça. Eles poderão responder por crimes de fraude, falsificação de documentos públicos, peculato, corrupção passiva, furto qualificado e associação criminosa.

NOTA OFICIAL

Hoje, a Polícia Civil em Juazeiro deflagrou a operação “TRÂNSITO LIVRE” com o objetivo de dar cumprimento a Mandados de Prisão e de Busca e Apreensão realizados em residências das pessoas investigadas e também na sede da 8ª CIRETRAN, contando com o apoio e participação do Ministério Público, por meio do Promotor de Justiça, Dr. Raimundo Moinhos.

A investigação foi iniciada no final de 2017 pela DRFR de Juazeiro com apoio da 17ª Coorpin e do Ministério Público, quando verificada subtração de 19 (desenove) veículos do pátio da 8ª CIRETRAN, oportunidade em que foi verificado pela Polícia Civil não haver sinais de arrombamento no prédio do referido órgão público, o que de logo chamou a atenção e a investigação passou a se direcionar para a estrutura e funcionamento do órgão. Foram recebidas denúncias de populares que afirmaram ter conseguido liberação de veículos, mesmo com restrições administrativas, como IPVA atrasado ou multas, bastando efetuar o pagamento de propinas a funcionários para obter a liberação de veículos.

Os veículos com restrições, apreendidos na CIRETRAN, e que a associação criminosa percebia que poderia não haver interesse dos legítimos proprietários para buscá -los, eram furtados pelos integrantes do esquema criminoso que providenciava “esquentar” os documentos, legitimando-os para concretizar a venda, garantindo a posse pacífica do veículo pelo comprador. Um dos Mandados de Prisão cumpridos foi contra o Coordenador da 8ª CIRETRAN, ÍTALO JOSÉ DOS SANTOS SOUZA, que liderava o grupo criminoso, que acompanhava todo o desenvolvinento das ações, sendo responsável pela expedição dos documentos fraudados, os quais eram por ele assinados ectambem era o referido Coordenador que detinha a chave do pátio onde os veículos eram guardados.

Também foi preso JAIR DOS SANTOS SANTANA, conhecido como “BEGUE”, que trabalhava na CIRETRAN na época dos primeiros fatos verificados, no setor de vistoria dos veículos, o qual participava das ações dando resultado de vistoria diverso do real, no intuito de cooperar com a atuação fraudulenta, serviço pelo qual o colocava como integrante do grupo. Quando cumpridos os Mandados de Busca e Apreensão, foram apreendidos diversos documentos de transferência de veículos, computadores e valores em dinheiro nas residências de ÍTALO JOSÉ, Coordenador e do vistoriador JAIR, além de vários documentos e computadores na sede da 8ª CIRETRAN de Juazeiro.

Os presos serão interrogados e posteriormente submetidos a exame de lesões corporais Para depôs serem encaminhados à Audiência de Custódia e em seguida ao Conjunto Penal de Juazeiro.

Texto Atualizado às 12:06 do dia 11/10/2018

Fonte
G1-BA

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar