Joaquim Barbosa declara voto em Haddad: “Uma escolha racional”

Pelo Twitter, o ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa declarou voto na candidatura de Fernando Haddad (PT)para a sucessão presidencial. Tendo estado sob holofotes enquanto a Corte julgava o mensalão do PT, Barbosa disse ter feito ponderações sobre as duas candidaturas.

Nas palavras do ministro aposentado, Jair Bolsonaro (PSL) inspira “medo”.

Joaquim Barbosa quase foi candidato à Presidência da República. Ele foi sondado, por semanas, para ser lançado ao Palácio do Planalto pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB). Ele chegou a se filiar ao partido. Em maio de 2018, o ex-ministro desistiu de concorrer. Segundo ele, a decisão foi “estritamente pessoal”.

Com a desistência de Barbosa, o PSB oscilou. Ciro Gomes (PDT) sondou o apoio do partido. Mas, no fim, após interferências da Executiva do PT, o PSB acabou adotando a neutralidade no primeiro turno. Na etapa final, os socialistas declaram apoio a Fernando Haddad.

Trajetória
Ministro do STF de 2003 a 2014, Barbosa foi presidente da Corte entre 2012 e 2014 e desempenhou papel de destaque no julgamento da Ação Penal nº 470, a do Mensalão. Doutor e mestre pela Universidade de Paris-II Panthéon-Assas, o ex-ministro é professor licenciado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Em sua longa carreira pública, antes de chegar ao Supremo, atuou por quase 20 anos como procurador do Ministério Público Federal.

Via
Metropoles

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clique aqui e fale com Divulga Petrolina pelo WhatsApp
Fechar