Miguel entrega títulos de posse de moradias e garante dignidade a mil famílias de Petrolina (PE)

Uma noite sonhada durante décadas pelos moradores do bairro Cosme e Damião tornou-se realidade nesta quinta-feira (30). Representantes de cerca de mil famílias reuniram-se na quadra da comunidade para receber do prefeito Miguel Coelho o documento que atesta a posse de suas moradias. A ação é uma das diversas entregas do Petrolina Legal, maior programa de regularização fundiária da história do município sertanejo.
O título de posse, que teve a maior parte dos custos de cartório e burocracia pagos pela Prefeitura, representa mais do que a certeza do imóvel no nome dessas famílias. Com o documento na mão, os moradores agora estão livres para fazer o que quiserem com suas habitações, desde comercialização, aluguel, até transferência para seus filhos por herança de forma legal, tendo, dessa maneira, uma valorização imediata para as casas e segurança jurídica.
Esses direitos aguardados por quem morava há muitos anos na localidade, mas não tinha um papel que comprovasse, foram motivo de orgulho e alívio. Francisco de Souza, por exemplo, está no Cosme e Damião há três décadas, desde que recebeu a doação de um terreno e construiu a casa. Depois desse tempo todo, o motorista aposentado resumiu o que simboliza um título de posse para quem aguardou longos anos. “A gente só é dono mesmo se tiver a escritura, porque sem o papel a gente não pode fazer nada com a casa. Finalmente eu consegui o documento, graças ao prefeito Miguel Coelho. É uma segurança que estou deixando para os meus filhos”, disse.
Além das famílias do Cosme e Damião, foram contemplados no evento desta quinta moradores do Terras do Sul, Henrique Leite, Fernando Idalino, João de Deus, Pedra Linda, Pedro Raimundo e  Alto do Cocar. Diante desse público, o prefeito Miguel Coelho lembrou que a regularização fundiária é um compromisso e sinal de respeito da gestão com a população petrolinense. “Antes esse sonho travava porque essas famílias não tinham como tirar do orçamento do mês para pagar cartório e outras despesas. Além disso, todo mundo lembra que teve gente que na época da eleição chegava com um papel em branco prometendo regularização fundiária e não fazia nada. Mas, hoje, o papel que nós entregamos não está em branco, tem o nome dos verdadeiros donos porque esse é um direito de todos e compromisso nosso com a população”, resumiu Miguel.
Até o momento, a Prefeitura de Petrolina regularizou a moradia de 3 mil famílias da cidade. A meta é entregar até o final de 2020 mais de 10 mil títulos de posse em diversas comunidades da área urbana e zona rural petrolinense.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Clique aqui e fale com Divulga Petrolina pelo WhatsApp
Fechar