Merenda Saudável: ações de projeto premiado em concurso nacional são implantadas em Petrolina (PE)

Este ano, a Rede Municipal de Petrolina foi destaque nacional em diversos momentos por conta da qualidade do ensino e dedicação dos alunos e profissionais da Educação Básica. Uma dessas conquistas aconteceu no primeiro semestre de 2019, quando um projeto inscrito pela Escola Municipal Luiz Rodrigues de Araújo, do bairro Santa Luzia, foi premiado na 2ª edição do ‘Prêmio Crianças Mais Saudáveis’, promovido pela Fundação Nestlé Brasil com o objetivo de incentivar educadores na promoção de novos hábitos no âmbito escolar.

Nesta quinta-feira (5), aconteceu a culminância do projeto “Boa alimentação faz bem para o coração”. O evento contou com a presença da equipe escolar; dos pais e representantes da comunidade; da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes, através da Diretoria de Alimentação Escolar e de uma representante da Fundação Nestlé Brasil. O pátio da unidade de ensino ficou lotado durante as apresentações artísticas. No local, também foi possível prestigiar exposições de murais, maquetes, visitas à horta escolar e leitura do livro de receita. Os dois últimos são frutos do projeto premiado. Todas as atividades realizadas abordaram o tema da alimentação saudável.

O projeto de autoria da professora Maria Carleene Maciel Canuto, propõe melhorias nas condições nutricionais, físicas e cognitivas dos alunos, por meio de diversas atividades com o apoio e participação de toda equipe escolar, das famílias e comunidade do entorno. O trabalho também prevê uma atenção especial para os estudantes com necessidades especiais que possuem seletividade alimentar.

Ao longo dos últimos seis meses, foi possível observar que houve realmente uma mudança significativa na escola. Não só em termo da alimentação porque os alunos trocaram o salgadinho, o alimento industrializado pela merenda da escola que já é balanceada, como também, na disposição deles para ajudar a cuidar da horta, por exemplo. Em termo de crescimento cognitivo, eles têm participado no plantio e cultivo das hortaliças e na confecção dos materiais. É possível observar também o prazer que eles sentem realizando essa atividade. Esse é um projeto pensado para os alunos e esperamos dar continuidade”, destaca a professora Maria Carleene Maciel Canuto.

O prêmio ‘Prêmio Crianças Mais Saudáveis’ reconhece e apoia a implementação dos dez melhores projetos que promovam alimentação equilibrada e prática de atividades físicas em escolas públicas de todo o País. Cada profissional premiado recebe capacitação especial e R$ 35 mil para concretizar o projeto na escola.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios