Substância detectada em cerveja pode ter levado homem à morte e deixado outras hospitalizadas em Belo Horizonte (MG)

Nos últimos anos, solvente esteve no centro de diversas crises. Dietilenoglicol também já foi encontrado em cigarros eletrônicos.

A identificação da substância dietilenoglicol (DEG) em dois lotes de cervejas da marca mineira Backer levou a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) à fábrica da cervejaria nesta quinta-feira (09/01/2020), para recolher algumas das garrafas para análise. Tóxica, ela pode, se ingerida, causar sintomas como os de uma doença misteriosa que matou um homem de 55 anos e deixou outras sete hospitalizadas em Belo Horizonte (MG).

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o dietilenoglicol é um solvente orgânico “altamente tóxico”, que causa “insuficiência renal e hepática podendo inclusive levar a óbito quando ingerido”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar