Ex-vendedor de salada de frutas realiza sonho de se tornar Policial Militar

A maioria dos garotos na adolescência ainda está a definir qual carreira profissional seguir. Logo depois, cursam uma faculdade e entram para o mercado de trabalho escolhido. Já para o mais recente soldado da PMPE Thiago Matos, morador de Olinda, a vida não foi assim tão fácil. Aos 15 anos, já pegava a enxada do avô para limpar o terreno da casa dos vizinhos, em busca de algum trocado para ajudar sua família humilde. “Desde criança, tento me virar. Lembro de subir em árvores, para pegar algumas frutas para me alimentar, aquelas que sobravam, eu embalava pra vender nos semáforos”, conta o rapaz.

Hoje, com 30 anos, casado e pai de dois filhos, revela com muito orgulho sua trajetória até se tornar policial militar, sonho tão almejado. “Já fui operador de telemarketing, manobrista, auxiliar de pedreiro, vendedor em shopping, cobrador de ônibus, caixa de farmácias e muitos outros”. Quando perdeu o último emprego de carteira assinada, percebeu que o mercado de trabalho estava fraco, devido a crise que o país enfrentava. “Nesta época, meu filho mais velho tinha um ano e minha esposa estava grávida novamente, então resolvi investir o dinheiro que tinha em algo para manter a família. Comprei uma bicicleta de carga e comecei a vender salada de frutas na rua. Diante de toda a dificuldade, de produzir e vender meu produto, nunca esqueci a vontade de me tornar policial, e mesmo com todas as dificuldades, sempre tentava economizar o tempo de sono pra estudar para PM”, relata.

Mas, ele salienta que nem sempre conseguia manter o foco, visto que seus filhos pequenos necessitavam de atenção e cuidados. “Brincar e dar atenção aos meus filhos, muitas vezes dificultava os estudos. A forma que encontrei para estudar, foi me deslocar para biblioteca pública, próxima ao Parque 13 de maio. Lá eu encontrava o silêncio necessário que precisava para me dedicar ao aprendizado”. Ele conta que fazia o percurso de Olinda até o Centro do Recife de bicicleta e levava apenas uma mochila com livros e um pão com manteiga para se alimentar. Depois de várias tentativas para ingressar na corporação, o concurso de 2019 seria sua última chance, visto que sua idade não permitia, pelas regras do certame. Foi então que, após muita dedicação, ele garantiu sua vaga nas fileiras da PMPE. O último dia 20 de Janeiro, data que marcou a formação dos 506 novos praças da corporação, vai ser um dia inesquecível em sua vida. “Deus é dono de todo o tempo e a ele pertence toda honra e glória. Ele sabe de todas as coisas e a minha hora chegou”, relata bastante emocionado.

Essa é a história do SD PM Matos, o mais novo integrante da PMPE. Entretanto, a Corporação está cheia de guerreiros e guerreiras que, assim como ele, merecem todos os aplausos.
.
Texto: Sd Natália Menezes| ASCOM PMPE.
Foto: Sgt Manoela Correia | ASCOM PMPE.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios