Vereador que atropelou motociclistas tem liberdade provisória concedida

O vereador Pedro Marconi de Souza Barros (PTC), 61 anos, do município de Brejo da Madre de Deus (PE), que havia sido preso em flagrante por homicídio culposo e lesão corporal grave acidental por atropelar um grupo de motociclistas, foi liberado em audiência de custódia.

Em depoimento, o vereador disse que estava voltando para casa, depois de deixar algumas pessoas em um hospital, estava normal e, de repente, sofreu um apagão. A delegada não descartou também a possibilidade dele ter tomado um susto com o comboio de motociclistas.

O velocímetro da caminhonete travou na velocidade de 110km/h. A velocidade máxima estabelecida na PE-96 é 60km/h, segundo o DER (Departamento de Estradas e Rodagens).

ACIDENTE DEIXOU TRÊS MORTOS

Um casal de Maceió e um homem de Recife participantes do grupo morreram no local do acidente, segundo a Polícia Civil. As vítimas foram identificadas como Eric Rodrigo Matias Soares, 35, a namorada dele, Monaliza Ferreira, 23 anos, moradores de Maceió, e o colega Wedson Santos, 27 anos, morador do Recife.

Cinco pessoas tiveram lesões graves e foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para o Hospital de Barreiros (PE).

MOTOCICLISTAS LEVAVAM DONATIVOS

O grupo de motociclistas levava donativos para um casal amigo, que está desempregado e a mulher está grávida, moradores de Maragogi. Parte saiu de Recife e parte de Maceió. Eles se encontraram em Palmares (PE). Mesmo após o acidente, parte do grupo levou alimentos, fraldas e presentes arrecadados para o casal.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar