Agricultor idoso é tema de dissertação de mestrado de egressa da Facape na área de serviço social

Graduada em serviço social pela Faculdade de Petrolina-Facape, Lidione Souto é a primeira aluna do curso a concluir mestrado. Egressa da instituição, se formou em 2017 quando já cursava a sua primeira pós graduação. Natural de São Paulo, mas nordestina de coração escolheu a figura do idoso agricultor como objeto de estudo da sua dissertação “Estar idoso no Vale do São Francisco: Um estudo sobre os desafios no cotidiano de agricultores em uma comunidade de fruticultura irrigada”.

A escolha do tema se deu por notar a invisibilidade social em torno destes personagens. “A temática do idoso sempre me encantou e se tornou minha expertise e assim resolvi dar visibilidade ao agricultor idoso aqui da nossa região. Esse agricultor que por muitos anos se dedicou e cultivou o alimento que chegou até as nossas mesas hoje é uma figura esquecida e que enfrenta muitos desafios no seu processo de envelhecimento,” pontuou Lidione.

A pesquisa foi desenvolvida através de aplicação de questionário em uma área do perímetro de irrigação de Petrolina, onde 40 agricultores responderam acerca do seu estado de saúde física, mental e social, como: aposentadoria, renda per capita e a migração para o âmbito urbano.

Através deste estudo foi constatado que da amostra de entrevistados, cerca de 80% não têm dentes e usam prótese dentária. 100% dos entrevistados usam plantas medicinais típicas da região para tratamento de doenças e 75,5% possui renda de até um salário mínimo e todos começaram a trabalhar no campo ainda na infância.

A pesquisa está sendo comentada em um programa de doutorado do Recife/PE por instigar a criação de políticas públicas específicas para esse grupo vulnerável e fomentar a pesquisa acadêmica na área para outros profissionais.

Assessoria de Comunicação da Facape

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar