Casa da Mulher Rural: Prefeitura abre espaço de acolhimento inédito em Juazeiro para atender mulheres do interior que buscam atendimentos no centro e não têm onde ficar

A Prefeitura de Juazeiro deu mais um passo importante no setor de assistência social e inaugurou, nesta terça-feira (2), a Casa da Mulher Rural. Localizada em ponto estratégico do centro da cidade, a unidade foi entregue pela prefeita Suzana Ramos, em uma solenidade cheia de alegria e emoção.

O novo equipamento público da Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (Sedes) fica localizado na lateral da Catedral de Nossa Senhora das Grotas, esquina para Avenida Adolfo Viana, número 54, Centro, e irá oferecer gratuitamente, serviços de qualidade para o suprimento das necessidades básicas das usuárias, mulheres que vivem no interior e precisam de acolhimento para suprir suas necessidades, como realização de consultas, exames, atendimentos médicos, enquanto permanecem na sede do município.

Em seu discurso, a prefeita Suzana Ramos falou da alegria ao entregar mais uma promessa que foi anunciada em seu plano de governo. “Hoje é um dia muito feliz, pois era um sonho meu de muitos anos abrir um equipamento dessa importância. Como mulher do interior, eu sei as dificuldades das mulheres da área rural que precisam vir ao centro para resolver suas demandas de saúde e terem um espaço digno e humanizado. Poder proporcionar o apoio, o abrigo, a alimentação e todo o acompanhamento que se fizer necessário, é motivo de muita alegria em disponibilizar uma casa belíssima, segura e bem localizada para as mulheres do interior de Juazeiro”, expressou Suzana Ramos.

A secretária de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade, Amélia Pedra, explicou como funcionará o atendimento no local. “A Casa da Mulher Rural funcionará de forma integral, atendendo às necessidades conforme as especificidades indicadas, realizando encaminhamentos de acordo com a demanda, dispondo de toda logística e estrutura necessária para receber e acolher suas usuárias. Como forma de acesso, mulheres da área rural, com idade igual ou superior a 18 anos, poderão realizar agendamento prévio com a coordenação da casa para acolhimento no local, que também disponibilizará profissionais como psicólogos, nutricionistas e assistentes social”, destacou a secretária.

Residente no povoado de Lagoa, no Salitre, a dona de casa Doralúcia Santos, disse que esperava ansiosamente pela inauguração da Casa da Mulher Rural. “Antes era um sonho, mas tinha que ser uma mulher sensível e com um olhar diferenciado, como é a prefeita Suzana Ramos, para acabar com o sofrimento, angústia e aflição de nós mulheres de baixa renda e resolver esses transtornos que há muito tempo enfrentávamos. Visitei as dependências e cômodos da casa, realmente possui uma estrutura muito boa para amparar todas as mulheres do interior”, disse Doralúcia.

Além da prefeita Suzana Ramos, estiveram presentes prestigiando o evento, lideranças comunitárias da sede e principalmente do interior, secretários municipais, assessores especiais que compõem a gestão municipal, como também os vereadores Aníbal Araújo, Renato Brandão, Jean Gomes, Nalvinho, Neguinha da Santa Casa, Bené Marques, Berg da Carnaíba, Gildásio Barão, Mundeco, Zé Carlos Medeiros e Bebeto Matias. A Banda Maestro Vanderlei, da Polícia Militar da Bahia, sob a regência do sargento PM Jackson Alves, abrilhantou com toques e hinos ainda mais o evento.

Texto: André Calixto – Ascom/SEDES/PMJ – Foto: João Pedro/PMJ

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar