Janeiro Roxo: Secretaria de Saúde alerta para cuidados com manchas ou sinais de hanseníase em Petrolina  

A hanseníase é uma doença que tem ganhado atenção e cuidados. Em Petrolina, através do Serviço de Infectologia da cidade (SEINPE), as pessoas com alguma lesão na pele passam por profissionais especializados e ao detectarem a doença, iniciam imediatamente o tratamento, assegurado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Além deste ponto, as Unidades Básicas de Saúde também fazem busca ativa, diagnóstico e acompanhamento dos pacientes com a doença. 

Durante o ano de 2022, somente nos postos de saúde foram realizados 2.569 atendimentos voltados à hanseníase. Pelo SEINPE foram dois mil atendimentos e 779 exames realizados. Desse total, foram diagnosticados 279 novos casos de hanseníase.  

A hanseníase é uma doença que afeta principalmente a pele, os olhos, o nariz e os nervos periféricos, e entre os sintomas estão manchas claras ou vermelhas na pele com diminuição da sensibilidade, dormência e fraqueza nas mãos e nos pés. O tratamento realizado em tempo oportuno reduz a incapacidade física causada pela doença.  

De acordo com o diretor de Vigilância Epidemiológica, Acácio Andrade, a detecção e acompanhamento são importantes para o bem-estar do paciente. “Quando falamos em doenças infecciosas precisamos ressaltar a importância do atendimento clínico, ou seja, a avaliação de um profissional. Inclusive, nossos médicos e enfermeiros da atenção primária participaram do 1º fórum sobre hanseníase promovido pela Secretaria de Saúde e teve como objetivo apresentar e complementar os conhecimentos dos mesmos para sinais e sintomas que podem ser indicativos de hanseníase. É de grande valia também que as pessoas não menosprezem qualquer mancha no corpo, procurem o serviço de saúde e apresentem ao profissional”, destacou.  

____  

Texto: Débora Sousa – Assessora de Comunicação da Secretaria de Saúde 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar