Vigilância Sanitária interdita estabelecimento com vacinas e medicamentos vencidos em Petrolina (PE)

Na manhã desta sexta-feira (06) as equipes da Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS), interditaram parcialmente uma clínica privada localizada na Avenida Cardoso de Sá, após uma denúncia anônima. Na unidade, foi constatado que a sala de vacina possuía imunizantes e medicamentos com a validade expirada. Após constatação da veracidade da denúncia, a fiscalização interditou parcialmente o estabelecimento. 

A fiscalização lavrou um auto de infração, além de um termo de interdição e auto de apreensão. Para que o espaço da sala de vacina seja liberado fica condicionado à apresentação de Anotação de Responsabilidade Técnica e Contrato junto à Empresa recolhedora de resíduos (discriminados, juntamente a demais itens relacionados à irregularidades identificadas, no Termo de Notificação).

Para o diretor-presidente da AMVS, Marcelo Gama, a devida regularização e cumprimentos das normas sanitárias são obrigações dos responsáveis por estabelecimentos. “Quando se fala em prestação de serviço fica condicionado regularização e o devido cumprimento das normas técnicas para funcionamento, sendo assim, é inadmissível que espaços funcionem em desacordo com as normas. Sobre a clínica, um espaço de saúde, responsável por promover prevenção e cuidados com as pessoas, estava com vacinas e medicações no freezer vencidos, assim, lavramos os autos e interditamos a sala de vacina até que todas as regularidades sejam exercidas”, destacou Marcelo.

.

Texto: Débora Sousa- Assessora de Comunicação da Agência Municipal de Vigilância Sanitária 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar