UPAE/IMIP de Petrolina dá início a mutirão para cirurgias de catarata

A Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE/IMIP) deu início, nesta segunda-feira (02), ao mutirão para cirurgias de catarata. A ação está sendo promovida pela Secretaria Estadual de Saúde e oito serviços participam, sendo cinco no Recife e três no interior de Pernambuco.

Na UPAE de Petrolina estão sendo ofertados 300 procedimentos aos pacientes já cadastrados na própria Unidade. “Vale ressaltar que não estamos abrindo uma agenda nova. O mutirão irá atender às pessoas que estão na fila de espera e já fizeram os exames pré-operatórios”, esclarece a coordenadora geral, Grazziela Franklin.

O mutirão acontecerá durante todo o mês de julho e os pacientes serão contatados pela central de marcação da UPAE. “Normalmente nós já fazemos em torno de 70 cirurgias de catarata por mês. Mas, com esse mutirão conseguiremos diminuir bastante a fila de espera. Agora em julho serão 370 cirurgias”, informa a enfermeira gerente do bloco cirúrgico, Camila da Silva.

O procedimento cirúrgico, que consiste na retirada do cristalino opaco e colocação de uma lente intraocular, é considerado de média complexidade, feito com anestesia local e sem necessidade de internação. O índice de recuperação é satisfatório e em 90% dos casos o paciente volta a enxergar normalmente.

E foi com a expectativa de retomar a visão que Dona Maria dos Santos Lima da Silva – 66, aposentada, agricultora e natural de Santa Maria da Boa Vista – chegou à UPAE ontem. “Já fiz a cirurgia do olho direito em fevereiro aqui mesmo na UPAE e estava esperando a próxima. Graças ao mutirão tive meu procedimento antecipado e estou muito feliz. Não quero morrer sem enxergar igual a minha mãe não”, comentou bem-humorada.

Sem querer largar a lida da roça, a também agricultora e conterrânea Dona Maria das Dores Souza Brandão (76), veio em busca da cirurgia: “Moro na interior só com o meu velho e quem toma conta de tudo sou eu, porque ele quase não enxerga mais. Então, eu não posso correr o risco de ficar cega”. Com esse incentivo ela enfrentou o medo e encarou o procedimento no primeiro dia de mutirão.

Quem já fez a cirurgia garante que é totalmente indolor e de rápida recuperação. “O segredo é repousar e seguir as recomendações médicas”, afirma Dona Maria dos Santos. O mutirão de cirurgias de catarata irá atuar em todo estado no sentido de ampliar a assistência oftalmológica em Pernambuco e diminuir o tempo de espera pela cirurgia ocular eletiva.

Por: ASCOM – Anna Monteiro

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clique aqui e fale com Divulga Petrolina pelo WhatsApp
Fechar