Petrolina é a primeira cidade de Pernambuco na produção de energia solar

O Brasil tem uma das maiores incidências solares do mundo e cada vez mais esse tipo de energia está sendo a opção para diversos Pernambucanos. Recentemente, Petrolina foi classificada como uma das 10 cidades do país, e a primeira de Pernambuco, com maior geração de energia oriunda da fonte solar. Os dados são da Associação Brasileira de Energia Solar por Município (Absolar) e foram divulgados neste mês de março.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Flávio Guimarães, diversos fatores contribuíram para esse resultado. “O principal deles é a abundância de raios solares, que garante uma excelente geração fotovoltaica até em pequenos sistemas. Além disso, tem também, a Parceria Pública Privada da Prefeitura na construção de uma usina solar localizada no Distrito de Rajada”, ressaltou.

Outro fator importante é o programa EcoMoney, desenvolvido pela Prefeitura Municipal, que concede descontos no IPTU aos microgeradores de energia fotovoltaica. “O abatimento é de R$ 0,20 do coeficiente na alíquota do Imposto sobre Propriedade Territorial Urbana, válido por até cinco anos. Para ser habilitado a receber este benefício, o imóvel precisa ter um sistema adquirido junto a uma empresa da cidade, gerando impostos locais”, explicou o secretário.

De acordo com o diretor da Sanpower Energia Solar, Alysson Farias, Petrolina, até o momento, conta com 1.900 sistemas com uma potência instalada de 28,72 MW e uma economia direta de R$ 40 milhões ao ano. “A energia solar é uma das mais sustentáveis do mundo, sendo renovável e limpa, uma vez que não emite poluentes nem utiliza matérias-primas escassas na natureza. Além disso, seu baixo custo em relação ao tempo de vida útil e o fato de poder ser utilizada como substituta da energia elétrica convencional”, pontuou Alysson.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar