Nutricionista dá dicas de como aproveitar a ceia natalina de forma saudável

A especialista recomenda manter o planejamento alimentar no dia da noite de Natal.

Para muitos, o Natal é a melhor época do ano, seja pela troca de presentes, decorar a casa, devoção religiosa, reencontrar familiares, ser um presságio do fim do ano ou devido à ceia. A data é marcada por uma das mais importantes e maiores confraternizações e um dos feriados mais queridos, uma vez que ocorre dias antes do Ano Novo.

Nesse período, é comum que as pessoas terminem exagerando na ingestão de alimentos e deixando um pouco de lado a sua própria saúde. Além disso, as pessoas acham que irão engordar durante a ceia devido ao consumo, principalmente aquelas que estão sob alguma dieta restritiva.

A nutricionista Karine Beck afirma que é possível aproveitar a ceia sem abusar do consumo. Ela sugere a criação de um planejamento alimentar, que é uma organização e seleção de alimentos para uma rotina alimentar que possa gerar disciplina. A especialista recomenda manter o planejamento alimentar no dia da ceia natalina.

“Não chegar neste momento com fome é o mais importante para você não abusar dos alimentos, porque quando o indivíduo está com muita fome, ele não seleciona o alimento”, explica a nutricionista e docente do curso de Nutrição da UniFTC.

Por isso, um dos maus hábitos que devem ser evitados é ficar muito tempo em jejum, sobretudo com a justificativa de que mais tarde irá comer. No entanto, independente de ser época natalina, esse tipo de comportamento não deve virar hábito. O ideal é que o próprio indivíduo perceba quando está com fome e faça pequenas refeições durante o dia.

“Os alimentos da ceia que devem ser preferidos pelas pessoas para que não haja nenhum tipo de abuso ou de comprometimento da saúde devem ser os alimentos fontes de proteína. A gente pode pensar no peru, frango, chester. Também nas oleaginosas, como nozes, amêndoas, castanhas”, conta Karine.

A docente da faculdade em Salvador também enfatiza a importância das frutas, saladas e vegetais. É também preciso dar prioridade a alimentos in natura e minimamente processados.

“O mais importante no momento de pensar na composição da ceia é ter todos esses alimentos. Não vou comer só alimentos que têm maior quantidade de gordura ou só alimentos que têm menor quantidade de gordura. Eu posso fazer uma combinação, para que junte todos eles e possa ter um equilíbrio alimentar”, a nutricionista afirma.

Karine Beck também recomenda que, caso se tenha fome antes da meia noite, período em que normalmente se realiza a ceia natalina, o indivíduo deve se alimentar. Esse horário é recomendado para quem se alimentou mais cedo e não demonstra fome.

Após a época natalina, deve-se voltar à rotina. Praticar atividades físicas é essencial, além de beber água regularmente e programar as refeições diárias de forma equilibrada.

“O mais importante é entender que aquilo ali foi um momento, passou, e que agora é preciso voltar a rotina sem nenhum tipo de restrições ou compensações”, a docente afirma.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar