Hospital Dom Malan em Petrolina registra mais de 80% de aumento em casos de doenças respiratórias nos últimos dois meses

O Hospital Dom Malan (HDM) em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, registrou aumento de 81% dos casos de doenças respiratórias nos pacientes atendidos no Pronto Socorro Infantil (PSI) no mês de abril, comparado a março deste ano.

Dos 4.762 pacientes no PSI, 3.840 apresentaram sintomas de doenças respiratórias. Em março foram 2.952 pacientes com os sintomas.  Os casos desses tipos de doença são comuns nesse período com a chegada do outono e as mudanças climáticas, como explica a diretora médica do HDM, Dra. Tatiana Cerqueira. “São comuns os casos de bronquiolite e doenças sazonais oportunistas em recém-nascidos e crianças pequenas. No caso dos recém-nascidos, a bronquiolite é causada pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR), além do aumento de circulação de outros vírus, ” explica.

A pediatra do HDM orienta sobre redobrar os cuidados com os recém-nascidos e crianças, pois os vírus são transmitidos de pessoa a pessoa pelo contato direto com gotículas respiratórias eliminadas pela tosse, espirro ou fala, ou de forma indireta pelo contato com superfície e objetos contaminados. “Um hábito simples e que ajuda a evitar doenças como essas é lavar e higienizar as mãos antes de manusear objetos das crianças e tocar nelas, evitar a exposição das crianças em aglomerações e até mesmo evitar ir ao pronto socorro infantil se não for necessário. E é muito importante lembrar da imunização. É preciso manter a vacinação em dia das crianças para aumentar a imunidade, ” ressalta Dra. Tatiana. 

Dados

No primeiro ano de vida, as infecções respiratórias agudas podem ser responsáveis por até 75% das bronquiolites e 40% das pneumonias durante os períodos de sazonalidade, segundo dados do Ministério da Saúde.

O vírus sincicial respiratório é responsável por mais de 50% das infecções respiratórias em bebês com até um ano de idade e por mais de 65% das internações em bebês prematuros.

O período comum para doenças respiratórias se estende até o final de junho, quando termina o outono no Brasil e pode continuar no inverno que começa em junho e vai até setembro com temperaturas mais baixas.

.

Assessoria de Comunicação do HDM

Deixe um comentário

Fechar