Programa Chapéu de Palha, trabalhadores devem fazer cadastro até sexta-feira (30), no sertão de Pernambuco

Cadastramento começa a partir do dia 26 de janeiro e segue até dia 30.
Serão beneficiados trabalhadores de sete municípios pernambucanos.

A partir de segunda-feira (26), começa o período de cadastramento do Chapéu de Palha da Fruticultura Irrigada. O programa é destinado aos trabalhadores rurais dos municípios  pernmabucanos de Petrolina, Lagoa Grande,Santa Maria da Boa Vista, Orocó, Cabrobó,Belém de São Francisco e Petrolândia. O cadasto segue até o dia 30 de janeiro.

De acordo com a coordenadora executiva do programa Chapéu de Palha, Mércia Eskinazi, a previsão é atender um total de 14 mil trabalhadores, somando os sete município. “ O município tem o maior número de trabalhadores rurais é Petrolina e como é extenso resolvemos descentralizar . Escolhesmos polos mais próximos das residências para não formar filas”, destaca.

São sete polos de cadastramento  na cidade de Petrolina e que funcionam das 9h às 17h. O principal é no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho e outros estão localizados em escolas na Agrovila Massangano, Bebedouro,  Núcleos 4 e 10 do Projeto Senador Nilo Coelho, Projeto Maria Tereza e Tapera.

Já em Lagoa Grande, o polo de cadastramento está localizado na Escola Santa Maria que fica no centro da cidade e no Distrito de Vermelhos na Escola Estadual de Referência Dom Helder Câmara. Nos demais munícipios, o cadastramento deve ser feito também nos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais.

Para participar do programa é necessário ter acima de 18 anos de idade, ser trabalhador(a) rural da fruticultura irrigada ou trabalhar como auxiliar de câmara fria e de casa de embalagem, embalador(a) ou tratorista. Também é preciso ter registro em carteira profissional pelo período mínimo de 30 dias ininterruptos, entre 1 de junho a 31 de dezembro de 2014.

Além disso, é indispensável residir em um dos sete municípios atendidos pelo programa.
Os trabalhadores rurais devem apresentar CPF, carteira de trabalho, número do PIS ou do Número de Identificação Social (NIS) do Cartão do Bolsa Família ou Cartão Cidadão, rescisão do contrato de trabalho da última safra e comprovante de residência.

Os beneficiários do chapéu de palha recebem quatro parcelas de até R$ R$ 246,45,  um valor que é  complementar ao valor recebido pelo programa federal Bolsa Família. Em contrapartida, o trabalhador precisa participar de um curso profissionalizante.

De acordo com a coordenadora executiva só programa, as aulas dos cursos devem acontecer entre o dia 23 de fevereiro com término em 2 de maio. “É feita a frequencia eletrônica e em cada escola tem uma pessoa com um celular, onde os beneficiários registram um cartão”, explica Mércia. Caso o trabalhador não possa frequentar a capacitação,  ele pode indicar um familiar para participar basta apresentar no momento do cadastro, o original e a cópia do CPF e comprovante de residência da pessoa indicada.

Cadastro do Chapéu de Palha começou nas cidades do Sertão (Foto: Reprodução/TV Grande Rio)

Petrolina

Polo I
Centro de Convenções

Polo 2
Bebedouro – Escola Estadual Antônio Nunes dos Santos

Polo 3
Projeto Maria Tereza – Escola Municipal José Esmerindo Ribeiro

Polo 4
Agrovila Massangalo – Escola Estadual Maniel Messias Barbosa

Polo5
Núcleo 4  do Projeto Senador Nilo Coelho – Escola Municiapl Manoel Alves Nogueira

Polo 6
Núcleo 10  do Projeto Senador Nilo Coelho – Escola Estadual Poeta Carlos Drummomd de Andrade

Polo 7
Tapera – Escola Municipal Feliz Manoel dos Santos

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar