Uma criança morreu engasgada com pirulito em Petrolina. Socorrista do SAMU orienta sobre o que fazer em casos como este

Na segunda-feira (22) um garoto de apenas 3 anos de idade morreu engasgado com um pirulito. O fato aconteceu na Rua 22 do bairro Rio Corrente nesta cidade de Petrolina, Sertão pernambucano.

São em momentos como este que os familiares ou alguém que esteja no local de uma ocorrência como esta, saber os procedimentos necessários.

Engasgar é uma situação em que todos estão sujeitos a passar. Mas, você sabe o que fazer quando isso acontece? O socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Petrolina, Nilton Leite, orienta sobre as medidas a serem adotadas quando esse incidente ocorrer.

Em termos de anatomia, o engasgo é um problema que atinge a epiglote, válvula responsável pelo fechamento da traqueia, que direciona o alimento para o esôfago. Quando um alimento ou líquido bloqueia a passagem de ar, o engasgo acontece. Nesses casos, caso a vítima não consiga desengasgar sozinha, é necessário receber socorro imediatamente, segundo o socorrista do Samu.

“Em casos de engasgo, a vítima deve ser socorrida imediatamente, para poder reverter o quadro da maneira mais rápida possível e assim, evitar que o cérebro fique muito tempo sem receber oxigênio. Por isso, se o problema não conseguir ser solucionado, o Samu pode ser acionado por meio do telefone 192, para que sejam repassadas orientações de como se proceder com a vítima”, explicou Nilton.

Quando o Samu é acionado, as primeiras informações passadas pela pessoa que está ligando são essenciais. Isso irá auxiliar o médico regulador na orientação sobre os primeiros socorros e qual procedimento deve ser adotado, antes da chegada da ambulância.

Existem dois tipos de técnicas que os socorristas do Samu orientam a população a fazer em situações de engasgo, sendo uma específica para recém-nascidos e outra para as demais faixas etárias, a partir de 1 ano. “Quando um bebê se engasga, geralmente com leite após a amamentação, devemos desobstruir as vias aéreas. Para isso é necessário colocar o peito do bebê repousado em uma mão um pouco inclinada; com a outra mão é necessário bater nas costas do bebê até o alimento ser expelido”, explicou.

Outra técnica recomendada para as demais faixas etárias é conhecida como manobra de Heimlich, onde uma pessoa deve abraçar a vítima engasgada por trás. “Além disso , é necessário apertar com as mãos na altura do abdômen, de baixo para cima, fazendo pressão no diafragma, para que haja a liberação das vias aéreas, expulsando o alimento ou objeto que esteja bloqueando a passagem do ar”, esclareceu Nilton Leite.

PRIMEIROS SOCORROS

Para ensinar a população sobre o que fazer em casos de alguns incidentes, a exemplo de engasgos, o SAMU de Petrolina promove diversas atividades educativas, como o “Amigos do SAMU”, que leva orientações de primeiros socorros a alunos de escolas municipais, além de treinamentos e palestras em locais públicos.

Artigos relacionados

1 pensou em “Uma criança morreu engasgada com pirulito em Petrolina. Socorrista do SAMU orienta sobre o que fazer em casos como este”

  1. Excelente artigo. importante lembrar que eu só descobri que nós lactantes temos restrições alimentares quando levei minha filha em sua primeira consulta com o Pediatra dez dias após seu nascimento.(A primeira consulta acontece sempre após os sete, dez dias.

    Até então, tudo o que tinha pra comer, eu mandava pra dentro. Já que amamentar dá uma baita fome!

    Mas então o Pediatra de meus filhos me explicou que, alguns alimentos podiam fazer com que a cólica e os gases viessem com mais intensidade provocando mais dor e desconforto para o bebê.

    Parabéns seu artigo ficou ótimo, estou escrevendo sobre o assunto no meu blog, dá uma olhada lá sua opinião será muito importante. abraços

Deixe uma resposta

Clique aqui e fale com Divulga Petrolina pelo WhatsApp
Fechar